Venda mais e melhor durante a crise todos os dias! Aprenda estratégias simples, mas que realmente funcionam para alavancar as vendas de sua empresa.

Vender mais é o sonho de todo e qualquer empresário, afinal, sem vendas não há como manter uma empresa, certo?

Com a crise econômica intensa que temos vivido no Brasil, o consumidor passou a ser mais cauteloso na hora de comprar qualquer produto ou serviço, e isso tem sido um pesadelo grande para as empresas.

Mas será que tem como conseguir vender mais e melhor mesmo com esse cenário de instabilidade?

É isso que veremos neste artigo!

Então, continue lendo até o final e preste bastante atenção em todos os detalhes, porque tenho certeza que se você está aqui é porque quer mudar a situação de seus negócios!

Você verá dicas para:

  • Vender em tempos de crise
  • Fazer vendas invisíveis
  • Gerar valor aos clientes
  • Ser como as grandes empresas
  • Usar a internet para vender mais

Vender em tempos de crise, será que é possível?

Vou te responder esta pergunta lhe fazendo uma outra pergunta: O que acontece com todo dinheiro do mundo em momentos de crise?

O dinheiro some? O dinheiro acaba? O dinheiro é rasgado?

Lógico que não meus amigos. O dinheiro que existe continua existindo, ele apenas sai de algumas mãos e se concentra nas mãos de outros.

Vamos lá. Primeiramente temos que entender que o dinheiro que existe no mundo é nada mais do que a soma do Produto Interno Bruto, ou PIB, de todos os países. De acordo com dados do banco mundial, esse valor hoje está em 50 trilhões de dólares! Bastante coisa, não é mesmo? E desse valor gigante, 1,3 trilhão (de dólares) é somente do Brasil!

E você aí, pensando estar em um país pobrezinho rs. Não somos tão pobres assim! O que acontece é que infelizmente temos um governo que não sabe administrar o dinheiro público.

Mas ok. Agora sabemos que o dinheiro do mundo não acaba com a crise; mas o que devemos fazer então para que uma parte dele se concentre em nossas mãos?

Se ligue nestas dicas:

• Primeiro passo, pare de pensar em crise. Mesmo que pareça algo contraditório, a crise pode ser um momento de grandes oportunidades para quem tiver inteligência, criatividade e ousadia. Ela nos desafia a trabalhar ainda mais duro e criar estratégias diferentes das que os nossos concorrentes estão fazendo.

• Se você inovar nesse período, será lembrado por muito tempo! Sim, aqueles que aproveitam a situação de desespero geral e trilham um caminho que não está sendo trilhado têm grandes chances de se destacar e fazer seu nome no mercado.

• Reduza gastos desnecessários e tenha um correto controle de seu caixa. É importante ter registrado tudo que entra e tudo que sai, e fazer uma comparação com os anos anteriores, assim como ter uma previsão de vendas e despesas para os próximos meses. Não há como manter um negócio funcionando sem esse controle básico!

• Invista em Marketing. Digo Marketing, e não propagandas chatas incansáveis. As pessoas não estão interessadas em seus produtos, portanto, você precisa de estratégias que atraiam seu consumidor para perto de você, e o Marketing Digital é a solução para tornar sua marca referência no mercado. Com o crescimento das Novas Mídias, as oportunidades de se destacar em meio à tanta concorrência é grande. Nem todas as empresas estão na internet adequadamente, então faça a diferença!

Gere valor para seu público para que ele escolha fazer negócios com sua empresa (falarei sobre isso mais a frente), pois, se sua marca não tiver algum diferencial bem atraente, como esperar que as pessoas queiram comprar o que você vende?

• Faça boas parcerias, pois ter amigos nesse período difícil é mais que essencial! Os parceiros serão seus amigos profissionais, aqueles que você poderá contar, trocar experiências e aprender mais que já sabe sobre o mundo dos negócios.

• Tenha opções de pagamento mais facilitado. As pessoas estão receosas de gastarem, então tenha não apenas valores um pouco mais atrativos (dentro de uma estratégia de preço, que não vá atrapalhar a imagem de sua marca, é claro), mas ofereça ao cliente outras formas de comprar aquilo que você vende para que ele diga sim sem pensar muito.

• Tenha produtos de qualidade, que satisfaçam as necessidades e os desejos das pessoas. Na verdade esse é o princípio do Marketing. Não adianta você querer vender carne de segunda dizendo que é friboi. Você queima o nome da sua empresa e perde totalmente a credibilidade do cliente e dos amigos dele, porque no mínimo, ele vai espalhar para todo mundo que sua empresa é mentirosa.

• Tenha variedades de produtos. Isso não significa vender roupas na farmácia. É preciso trabalhar dentro de um nicho específico. A variedade pode ser nas cores do produto; produtos da mesma marca, porém com características diferentes, e oferecer vários tamanhos e formatos. Se você tem uma loja de tintas, por exemplo, pode decidir trabalhar com N marcas; mas é ideal que tenha as cores do catálogo de cada uma para não causar frustração em um possível cliente que chega até seu estabelecimento procurando uma tinta de cor X, e não ter.

• Trabalhe com um sistema de CRM para ter dados e histórico de compra de cada cliente, podendo assim criar ofertas diferenciadas, como por exemplo, enviar ao cliente um e-mail de aniversário em nome de sua empresa. Você sabendo que é seu aniversário (no caso a sua plataforma de CRM lhe dirá), será possível enviar-lhe um e-mail dizendo que naquela semana ele poderá aproveitar promoções exclusivas em seu estabelecimento.

• Preste um bom atendimento. Isso infelizmente ainda é algo problemático em nosso país. Atender bem um cliente vai muito além de fazer o que ele pede. É entender seus problemas, objetivos, sua vida. Procurar saber os gostos, estilo e preferências dele.

• Não fale mal de outras empresas do seu segmentos (nem de nenhuma outra) para seus clientes. Além de ser antiético, você perde a credibilidade.

• Com o mesmo sorriso que eu espero que você tenha tido na hora de vender, efetue a troca o produto ou aceite devolução, porque isso é direito do consumidor; claro que nem sempre e, cada caso deve ser avaliado. Mas o cliente nunca poderá sair no prejuízo, porque do contrário, não será mais seu cliente.

Agora eu tenho um conselho extra para você:

É muito comum nesses momentos as empresas fazerem liquidações. Mas cuidado com liquidações excessivas!

Você acha mesmo que liquidar incansavelmente melhorará o retorno financeiro de sua empresa?

Lógico que não, e mais. Muitas das vezes excessos de liquidações tendem a viciar o consumidor, que quase nunca vai querer comprar produtos fora de oferta.

Liquidar é legal às vezes, sim! Mas não para ser um atrativo de clientes, e sim para trocar um estoque da loja, e deixar o consumidor feliz de vez em quando; porque, convenhamos não é, comprar em liquidação é demais! Eu pelo menos adoro!

Mas existem algumas maneiras melhores de “vender mais”, pois vender é um processo que ocorre depois do marketing, e depois volta para o marketing, um ciclo.

Gere valor para seu cliente, pois assim as chances de fidelizá-lo serão melhores e até mesmo eficazes (apesar de fidelização hoje em dia ser algo mais difícil).

As empresas muitas vezes preferem conquistar novos clientes à manter os antigos. Isso é um erro gravíssimo! Manter um cliente satisfeito custa muito menos para sua empresa que conquistar um novo.

Fazer vendas invisíveis. O que e como é isso?

Já ouviu falar da venda invisível?

É um conjunto de técnicas de vendas que fazem com que o cliente fique desesperado para comprar seu produto ou serviço, sem até mesmo que ele se dê conta disso.

Para deixar isso visível para você rs, lhe darei alguns exemplos e dicas:

Utilize gatilhos mentais em sua venda

Os gatilhos mentais podem ser de prova social, reciprocidade, escassez, antecipação, novidade, autoridade, dentre outros. Mas cuidado para não utilizá-los de qualquer forma e nem excessivamente. Tenha sempre o bom senso.

Um exemplo da utilização de gatilhos mentais em uma venda:

Olá Juliana, tudo bem?

O nosso produto é uma novidade no mercado. Hoje não existe nenhuma empresa como a Olasey que fabrica produtos como esse.

Fizemos poucas unidades, então as vendas serão somente até o dia 20.

Você comprando agora terá um brinde especial que preparamos para os primeiros clientes.

Nossa empresa está há 9 anos no mercado, e já ajudamos mais de 2000 pessoas. Você pode conferir em nosso site os depoimentos de nossos alunos, clientes e parceiros.

Conseguiu identificar no exemplo acima a utilização de gatilhos mentais para persuadir o prospect a comprar determinado produto? E identificou quais são eles?

Deixarei este exercício para você me responder nos comentários, tudo bem? Quem acertar vai receber uma dica minha pessoalmente para o seu negócio por e-mail. 🙂

Crie o cenário para que a venda aconteça

Mas como assim?

Começando com um bom atendimento, é claro.

Tire todas as dúvidas de seu cliente e procure conhecê-lo um pouco, antes mesmo da negociação (neste caso, após ele ter entrado em contato no site, e-mail, redes sociais, etc).

Se você possui uma loja física, saiba que o ambiente conta muito. Sua loja precisa ter uma boa fachada, ser perfumada, bonita, organizada, com clima agradável e vendedores bem vestidos e educados.

Imagine-se entrando em uma loja, e um vendedor muito sorridente e simpático lhe atende e pergunta em que pode ajudar, e logo em seguida já lhe oferece uma água, vinho ou café. Você não ficaria encantado?

Com tanta educação e um ambiente tão receptivo, seria difícil você sair dessa loja de mãos vazias.

O seu cliente tem essa mesma sensação legal ao entrar em sua loja? Se a resposta for não é hora de você mudar imediatamente essa situação.

Com um atendimento inicial como o do exemplo acima, será muito mais fácil fechar a venda. O cliente já terá percebido o valor de seu negócio antes mesmo de ver os produtos.

Ofereça uma demonstração do produto

Não é mais fácil alguém comprar um produto depois se já o ter experimentado?

Então, não ter amostras grátis pode impactar significativamente em sua quantidade total de vendas.

Se trabalha com serviços, ofereça uma avaliação ou consultoria gratuita. As pessoas amam ganhar brindes, e quando a empresa os disponibiliza, o gatilho mental da reciprocidade entra em ação, afinal, vamos querer retribuir aquilo que ganhamos de alguma forma, e é muito mais fácil sentir vontade de comprar algo de uma empresa que já nos deu algo, do que comprar daquela que nem sabe que existimos.

Faça Marketing de Conteúdo, mas faça de verdade

Utilize o Marketing de Conteúdo para gerar valor à sua audiência, e assim, fazer com que queiram fechar negócios contigo. Isso que estou fazendo aqui chama-se Marketing de Conteúdo. Estou lhe dando informações uteis para seus projetos; estou entregando meu conhecimento à você sem cobrar por isso.

Mas depois vou querer que você saiba que presto consultoria de marketing digital e negócios, e que posso ajudá-lo a ter uma empresa de sucesso, reconhecida pelo público e que venda muito todos os meses.

Você pode entregar conteúdos através das redes sociais, blog, e-mail e WhatsApp. E existem vários formatos que podem ser usados, como posts de imagens, infográficos, ebooks, vídeos, webnars, podcasts, etc. O importante é você entender que formato atrai mais seu público e qual mídia ele está mais presente para que concentre seus esforços aí. Mas um blog institucional aconselho você ter de qualquer modo, já que é um espaço seu, e não alugado como as redes sociais.

Transmita credibilidade e confiança

Ninguém compra de quem não confia, então seja bem transparente com seu cliente ou possível cliente sobre as especificações do produto ou serviço.

A tarefa de vender não é tão simples nos dias de hoje, porque além da enorme concorrência entre os mercados, o consumidor é mais inteligente e antenado. Nunca pense que o cliente é bobo, porque ele não é! Ele tem poder de decisão e quaisquer informações que deseja ao seu alcance graças à internet.

Tenha postura ao apresentar seu trabalho, e domine o mesmo, pois é importante que consiga responder com coerência as perguntas que lhe forem feitas.

Prove seus argumentos

Lembra que falei da importância dos gatilhos mentais? Então!

Como provar o que você está dizendo ao cliente é simples. Fale de quem já consumiu seu produto e teve grandes resultados, fale que resultados foram esses utilizando números.

O produto foi testado antes de ir ao mercado? Testado como? Essa também pode ser uma prova de seus argumentos.

E você deve ser o primeiro a utilizar seus produtos e serviços, pois, que confiança vai passar ao cliente se você, por exemplo, vende comidas saudáveis mas é acima do peso e nunca muda?

Gerar valor ao cliente

Se você não gerar valor, sua empresa será apenas mais uma no meio de tantas.

Alguns empreendedores têm dificuldade de entender isso na prática, pois às vezes enxergam como algo muito abstrado. Mas não é nada complicado. Vamos lá!

Tudo que falei acima sobre atender da melhor maneira possível o cliente, produzir conteúdos de qualidade, dar amostras grátis, etc, são uma forma de agregar valor ao seu produto ou serviço, gerando valor ao cliente.

Neste caso estamos falando de valor ligado à qualidade extra e não ao dinheiro.

Se um cliente entra em uma loja e logo de cara já é super bem recebido, ele estará disposto a pagar mais pelo produto, e às vezes nem ligará tanto para o preço, pois o valor agregado foi algo tão bom para ele, que o surpreendeu.

Ao gerar valor você ganha promotores de sua marca, pois a decisão de compra também é influenciada pelo ciclo social. Se o consumidor ficou satisfeito, ele vai indicar aos amigos, e, caso não tenha ficado, falará para os amigos não comprarem também.

Formas de gerar valor:

  • Oferecer amostra grátis ou demonstração do produto.
  • Entregar conteúdos de qualidade para o público na internet.
  • Interagir com os seguidores da marca nas redes sociais.
  • Ter um bom atendimento.
  • Ser uma empresa moderna e atualizada com as tendências de seu mercado.
  • Ajudar os clientes a fazerem escolhas.
  • Oferecer descontos especiais.
  • Ter várias formas de pagamento.
  • Conceder brindes (tanto físicos quanto digitais, como ebooks, infográficos, guias, etc).
  • Possuir histórico do cliente e saber seus gostos e preferências.
  • Ter variedade e produtos e serviços de qualidade.
  • Surpreender o cliente dia após dia.

Dica extra para gerar valor:

Faça um pós venda para verificar se o cliente está realmente satisfeito com a escolha pelo produto ou serviço.

Pode ser por e-mail (se através da automação de marketing, melhor ainda, pois lhe poupará tempo e não correrá o risco de você se esquecer, por exemplo), whatsapp, redes sociais. Telefonar é válido, mas nem todas as pessoas gostam de receber ligações hoje em dia. O tempo do telemarketing já se foi; agora estamos na era do Novo Marketing, não invasivo, mas sim de permissão.

Agora está vendo? Gerar valor não tem nada de complexo! São coisas que você às vezes até já sabe, apenas não tem colocado em prática.

Ser como as grandes empresas

Quando eu digo que você deve ser como as grandes empresas, quero dizer que deve olhar para elas e enxergar seu negócio amanhã.

Talvez você possa achar isso algo muito fora de sua realidade. Mas quem distancia o sucesso de nós é nossa mente! Não permita que a sua te sabote.

Se a sua empresa hoje é pequena, ou se você ainda nem conseguiu de fato começar uma empresa, não é motivo para desacreditar de que um dia sua marca poderá estar onde estão as gigantes. Basta acreditar (se este for o seu sonho) e trabalhar duro.

Seja organizado. Nenhum negócio é capaz de expandir em meio à desorganização. Use a tecnologia para lhe ajudar nesta questão; tenha um sistema administrativo ou utilize as diversas ferramentas gratuitas que temos disponíveis hoje, para gestão financeira, gestão de tarefas, gestão de tempo e marketing.

As grandes empresas têm visão de negócio. Exercite a sua também! Pare de enxergar apenas o seu redor, mas olhe para frente e abrace as oportunidades.

Usar a internet para vender mais

Vender mais é um objetivo de toda empresa, não importando seu porte. E a internet pode ser sua grande aliada para alcançar as metas e até mesmo superá-las.

Se você oferece produtos, pode ter uma loja virtual e um blog com várias dicas sobre seu segmento.

Mas atenção: propagandas, promoções e ações muito escancaradas para venda, apenas na loja virtual!

Use o blog para converter visitantes em leads através de conteúdos educativos; capture seus e-mails através de uma isca digital (ebook, webinar, etc) até se tornarem clientes, e faça a “nutrição de leads”, que é ofertar bons conteúdos às pessoas que viram que possuem uma dúvida, necessidade ou problema, e sua empresa tem a solução.

Por exemplo, se você tem uma loja de materiais de construção. No blog você criará artigos com dicas de acabamento, combinação de paredes e pisos, dicas de cozinha, banheiro, etc. Nesses posts você não falará que vende materiais de construção. Essa é uma etapa futura (até pode ter algo relacionado no blog, porém, é para o lead que está mais à frente na jornada do comprador).

Com essa oferta de conteúdos gratuitos você cria um vínculo com seu possível cliente e fortalece o relacionamento com quem já é cliente.

Quando o lead quiser comprar algo que sua empresa ofereça, ele pode até te dar preferência por receber constamente conteúdos de qualidade seus (e-mail marketing, blog post, vídeos, podcasts, etc).

Marketing de Conteúdo é realmente a estratégia que mais funciona para aumentar suas vendas e construir sólidos relacionamentos com seu público a médio e longo prazo.

Sabemos que com a internet a possibilidade de encontrar tudo que se deseja é infinita. E clientes geralmente pesquisam o que querem nela antes mesmo de irem à uma loja física. Então, tenha um preço justo, tanto para a saúde da empresa, quanto para o bolso do cliente, porque se você colocar um preço muito acima acabará perdendo vendas.

Conclusão

A crise de fato existe, mas ela não pode ser um empecilho para você ir além em seus negócios e buscar a verdadeira diferenciação em um mercado cada vez mais competitivo.

Aproveite o momento para inovar, criar ações diferenciadas em sua empresa e atender os clientes melhor que nunca.

Saiba diferenciar gastos de investimentos, e entenda que o Marketing pode lhe ajudar em todas as questões de negócios. Busque por bons profissionais para lhe auxiliarem, a fim de que você tenha uma marca reconhecida e que cresce a cada dia.

Me acompanhe em todas as redes sociais (os botões estão logo abaixo, perto do rodapé) para ter acesso a todos os meus conteúdos. Meu objetivo é trazer informações úteis para que você consiga empreender com muito mais criatividade e disposição.

Cadastre seu e-mail no box de captura a seguir para receber minhas dicas exclusivas sobre Marketing Digital, Empreendedorismo, Motivação e Tecnologia, e também as atualizações do blog.

Tenho também uma lista VIP no WhatsApp com conteúdos exclusivos. Se quiser participar me envie seu nome e diga “vi no blog” para +55 (11) 97063-5493.

Desejo que você tenha muito sucesso, e que consiga vender mais daqui em diante!

Gostou das dicas? Compartilhe com seus amigos, e me conte o que achou nos comentários.

Um abraço, Jéssica Coelho! 🙂

 

  • Raphael Moraes

    QUE artigo!! Muito bom Jessica curti muito as dicas e acredito que elas sejam extremamente necessárias para todo mundo que deseja aumentar seus resultados. Muito bom! Parabéns 😁

    • Obrigada Raphael! Virá muita coisa legal por aí rs. Abração! 🙂