16 lições sobre empreendedorismo que aprendi ao longo dos anos: A #13 diferencia autônomos de empresários

Empreender no próprio negócio é o sonho de muita gente que está insatisfeita com o modelo tradicional de trabalho, onde existe limite de ganhos financeiros e, muitas vezes, pressão e cobrança excessiva de superiores e ainda uma terrível disputa entre colaboradores da organização, sem falar na falta de liberdade de tempo e geográfica.

O momento em que vivemos, que muitos chamam de crise, pode na verdade ser a hora oportuna para você realizar o seu sonho de empreender. Só depende de você se dedicar e se preparar para viver a liberdade e autonomia que tanto deseja!

Ao longo da minha jornada empreendedora, que me recordo ter começado na infância aos 7 anos de idade, aprendi algumas coisas que quero compartilhar com você, e são elas:

#01 | Não existe dinheiro fácil

Jamais acredite em métodos, sistemas e cursos milagrosos que prometem lhe dar rios de dinheiro em pouco tempo enquanto você dorme. É possível, claro, ganhar dinheiro dormindo, mas para isso é preciso trabalhar bastante e com seriedade por um (ou muito) tempo.

#02 | Precisamos compartilhar nossas ideias com outras pessoas

Contar uma ideia de projeto que tivemos para pessoas estratégicas pode ser interessante para a ampliação de nossa visão a respeito do assunto. Compartilhe sua ideia com pessoas de confiança e que estejam na mesma sintonia que você.

#03 | Aprender Marketing é essencial para quem quer empreender

Confiar seu negócio na mão de uma agência ou profissionais de comunicação e acreditar no que eles dizem pode ser nocivo para seu empreendimento.

Nem todos os profissionais de Marketing sabem o que estão fazendo. Se você entende o assunto saberá escolher melhor esses profissionais. Por isso, invista em consultorias, treinamentos e cursos online, palestras, workshops e livros sobre Marketing.

#04 | É preciso aprender como diminuir a ansiedade

Você precisará controlar sua ansiedade através do autoconhecimento. Quase todas as pessoas possuem algum nível de ansiedade, e ela é responsável por sintomas como: dor de cabeça, fraqueza, pânico, insônia, dor de estômago, problemas intestinais, etc.

O ansioso sofre por antecipação, se preocupa com tudo demasiadamente e consequentemente vive improdutivo. Procure tratamento psicológico e passe, se possível, por um processo de coaching também.

#05 | Sem planejamento quase tudo dá errado

Planejar seu negócio, tarefas e sua vida é fundamental para você conseguir gerenciar sua empresa e também a si mesmo. Busque ter organização. Descubra métodos de planejamento que funcionem melhor para você.

Eu por exemplo gosto de usar papéis, canetas e post its para “liberar a criatividade”,  mas organizo e controlo tudo através das seguintes ferramentas digitais: Gmail (E-mail, Google Agenda, Google Drive, Google Docs, Google Planilhas), Evernote e Trello.

#06 | Se preparar financeiramente é importante para não pôr tudo a perder

Os resultados financeiros podem demorar, dependendo do tipo de negócio que você inicia. Então, tenha calma e paciência e se prepare para imprevistos, pois eles podem acontecer.

Junte algum dinheiro para manter os primeiros meses do seu negócio até ele gerar uma fonte de renda mais “segura” para você.

#07 | É preciso ter uma mentalidade forte para lidar com a exposição

As pessoas ficam nos observando o tempo inteiro, principalmente se somos a “cara da nossa empresa” ou um profissional liberal. Isso é algo que constrange às vezes, mas precisamos aprender a lidar. Expor nosso trabalho é benéfico para a gente e para nosso público-alvo, então, deixe esse povo chato para lá.

#08 | É preciso confiar em si mesmo

Confiar em si mesmo faz total diferença. O profissional autoconfiante sem ser arrogante conquista espaço no mercado. Não tenha vergonha ou medo de mostrar que você sabe o que está dizendo e fazendo. Se posicione como especialista e assim você será visto como um.

#09 | É essencial saber se relacionar com as pessoas

Os relacionamentos são a base para o sucesso de todo negócio atualmente. O empreendedor precisa saber se relacionar, conversar um bom assunto, encantar os clientes e colaboradores, ser gentil e empático.

Empreender é lidar com pessoas, e você verá uma de cada tipo. Precisará aprender como agir no atendimento e prestação do serviço a cada uma delas para que voltem a fazer negócios contigo, por exemplo.

#10 | Não devemos jamais tentar ser alguém que não somos

Ser a gente mesmo é sempre a melhor escolha. Se tentar ser alguém que você não é vai dar errado, já vou te avisando. Seu público precisa se identificar com você, com seu jeito e personalidade. Quem for para ser seu cliente vai ser, tenha certeza disso.

Existe um perfil de público para cada perfil de profissional, e assim funciona o mercado; tem espaço para todo mundo que ama o que faz e busca a melhoria contínua.

#11 | Criar uma rotina para seguir no dia a dia é fundamental

Ter rotina é muito importante. Eu sei que você quer empreender para ser livre, mas sem rotina sua vida virará uma tremenda zona. Tenha horários para acordar, comer, treinar, estudar, trabalhar, namorar, fazer trabalhos sociais, ir à igreja, ir à casa da sogra, etc.

Crie sua agenda, seu cronograma, da forma que for mais atrativo para você. Se sente com mais produtividade de manhã e à noite? Trabalhe de manhã e à noite e faça outras coisas talvez na parte da tarde. Você é quem manda!

#12 | Manter os hobbies em dia faz parte do empreendedorismo

Não fuja dos seus hobbies para ficar só trabalhando. Eu sei que todo negócio tem trabalho pra caramba, mas não abandone atividades que antes eram prazerosas para você porque agora você está empreendendo, pelo contrário, essas “pausas” para relaxar aumenta nossa produtividade e sensação de equilíbrio e bem estar.

#13 | Negócios inteligentes são aqueles que podem ser escalados e automatizados

Pense em empreender em algo que lhe permita criar ou utilizar algum “sistema” ou “modelo” para escalar e automatizar processos no negócio. Não vejo como investimento inteligente um trabalho que dependa inteiramente do proprietário para funcionar e gerar receita.

E se você ficar doente? E quando você quiser tirar férias? E se você decidir trabalhar menos horas por dia? Ixi, cadê a liberdade que você tanto buscava? Vai ficar para depois!

Tenha um “sistema” ou “modelo” que funcione para você ganhar produtividade e escala, e dependendo do que for seu trabalho, aprenda a delegar para outras pessoas o que você faz, assim você aumenta a capacidade de produção do seu negócio sem precisar aumentar suas horas trabalhadas, podendo assim ficar mais à frente na parte estratégica da empresa.

Você só tem 24 horas por dia, não pode ter que trabalhar mais para ganhar mais. Construa um negócio inteligente. Três exemplos de modelo de negócios inteligente que eu conheço que são altamente lucrativos por conta da escalabilidade e possibilidade de automação são: Marketing Multinível, Marketing de Afiliados, Treinamentos Online e Produtos Digitais.

#14 | Estudar deve se tornar um hábito diário

O empreendedor nunca deve parar de estudar, pois o conhecimento é o combustível para as boas ideias, e na vida real ele nos ajuda a fazer escolhas mais certeiras e estratégicas.

Se capacitar cada dia um pouco mais aumenta seu valor no mercado. Seus clientes, parceiros e colaboradores enxergarão você como alguém constantemente motivado, e isso tem um peso enorme no respeito que as pessoas terão por você.

#15 | Todo empreendedor precisa ser um bom vendedor

Onde já se viu empreendedor que não gosta de vender? Isso é descabível!

Saber se apresentar, demonstrar seu trabalho e oferecer seu produto é um papel que não se deve delegar.

Por mais que você sofra de timidez, conhecer técnicas de negociação e vendas e aplicá-las no seu dia a dia possibilitará o crescimento do seu negócio.

Nenhuma empresa é sustentável sem vendas!

Agora, com as mudanças que temos vivido na Era da Informação, as formas de se vender são bem diferentes de antigamente. Não se empurra mais produtos para os consumidores como era feito.

Hoje eles possuem um enorme poder de decisão; estão conectados, fazem buscas online e procuram por marcas, profissionais e empresas que gerem valor a eles.

Por isso é essencial que você invista em uma estratégia de Inbound Marketing e Marketing de Conteúdo, para atrair na internet seus potenciais clientes, se relacionar com eles até que eles confiem em você e façam a compra ou te indiquem para os amigos.

#16 | Aprender a lidar com a pressão imposta pelas pessoas é obrigatório

É difícil aguentar a pressão dos amigos, familiares e sociedade, de que “é preciso ter resultados” logo. Claro que é preciso, mas eles não conseguem entender é que resultados vêm no médio e longo prazo.

Essa cobrança por parte das pessoas deixa o empreendedor muito ansioso e inseguro do que está fazendo. Pare de ouvi-las, se elas não possuem dicas para lhe ajudar você deve ignorá-las imediatamente.

Boa parte dos empreendedores que fizeram história no passado e atualmente passaram enormes desafios para chegarem onde estão. Seja como eles, não desista até dar certo!

Conclusão

Descubra o que você realmente quer para o seu futuro. Eu acredito muito que todos possuem potencial de realizar seus sonhos ao se dedicarem e agirem de forma inteligente em todas as áreas da vida.

Não seja imediatista, mas seja sempre constante! Alguns dias você pode estar com zero de motivação, porém, só você pode mudar o rumo da sua história e mandar a tristeza embora.

Empreender no negócio próprio é algo muito prazeroso, mas também muito mais desafiador que trabalhar de carteira assinada, isso eu garanto pela minha própria experiência empreendendo.

Espero que tenha gostado das dicas que passei neste post. Deixe seu comentário abaixo me dizendo o que achou e se este conteúdo agregou algo de bom na sua vida.

Aproveite para se inscrever no meu blog digitando seu nome e e-mail no box de captura logo abaixo. Obs.: Após preencher os campos e enviar você precisa ir lá no seu e-mail e clicar no link de confirmação, ok?

Um grande abraço e muito sucesso na sua caminhada rumo ao extraordinário! 😉

Jéssica Coelho